terça-feira, 14 de outubro de 2008

O verdadeiro novo humor brasileiro



Boa parcela da manada virtual que infesta redes sociais como Twitter, Orkut e até a tendência de 2007 Second Life ainda não atentou ao fato mais juvenil destes tempos bicudos de internet 5.0. Todos aqueles perfis fakes que incomodam, desvirtuam e causam medo e delírio em diversas localidades além de Las Vegas compõem o verdadeiro novo cenário do humor nacional.

Enquanto diretores de agência, trendhunters e metidos a besta em geral ficam fascinados com a empáfia e as tiradas “geniais” do escrete de Marcelo Tas no CQC, acreditando que aquilo é o ‘novo humor inteligente’, a rapaziada esquece que, na verdade, todo mundo estará rindo nas próximas horas de fakes grotescos como o Vitor Fasano e o Humberto Finatti do Twitter, o Nabunaga do Orkut e uma variedade ímpar de não-personalidades que consegue agradar gregos e troianos.


Stand up? Os novos humoristas estão muito bem sentados, e na frente do computador.

O caso é fascinante por diversos motivos. E, pra variar, você ainda não percebeu nenhum.

Lembra quando você se divertia assistindo as desventuras de Oscar Pardini vestido de Papa na Praça é Nossa? Bom, o Oscar Pardini agora não tem mais nome. Não sabemos quem é o Café Com Bobagem responsável pelo Vitor Fasano do Twitter. Isso adiciona um fator pegadinha do Mallandro ao material humorístico que esses caras entregam, construindo o mix de comunicação mais campeão desde o PDV com gostosinhas oferecendo pretzel em shoppings.

A Cauda Monga serve como massa de manobra para os novos humoristas. Enquanto algumas pessoas ficam intrigadas, tentando descobrir se aquele perfil é ou não do ídolo de outrora, a audiência “macho-alfa” fica rindo em dobro: das palhaçadas dos novos comediantes online, e da reação que eles provocam nos mais incautos.

Fazer humor no mundo 2.0 não é simplesmente provocar o riso na platéia – é necessário transformar seu público em alvo para um terceiro componente nesta equação. O ego do artista, que não aparece, escondido pelo anonimato do fake sagaz, é habilmente alimentado pelo caos generalizado.

links relacionados :

"new-dandi-non-stop-vodka-with-energetic-xota-fucker"

NABUNAGA NA FLORESTA

VF: O FAKE QUE DEU CERTO

6 comentários:

bloda disse...

além de VF, destaco também a graça involuntária e inesgotável de lucas celebridade. o cara consegue ser genial em absolutamente todos os seus posts.

Steffania Paola disse...

REI.

viera disse...

Maaaan,acho que você errou o nome do blog uaheauehauheuaheua
É Nabuco na Floresta e não Nabunaga na Floresta como está aí

Rodrigo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Rodrigo disse...

será que esse gênero de humor criou "pânicos" e "CQCs" da vida ou o contrário?
Eu suponho quem o detalhismo as vezes seja tão avançado que a grande maioria perde a sutileza da piada... fora o público, que geralmente não tem cultura suficiente pra transformar a coisa em hit...
E aí voltamos à pergunta inicial; vinga o que vai ao povo com humor digerido ou o humor que passa na peneira é que vai parar no povo?

criei um blog de bobagens a pouco tempo... e minha noiva fala que as vezes pego pesado no triplo sentido, pois "o homer simpson" não vai entender, ou demorar tanto que a graça pederá o timing...

dá uma olhada se tiver afim: www.pilhaerrada.com.br

Camel Toe disse...

Nabuco, por favor? ;x

 
Free counter and web stats